Notícias Gerais

Secretaria de Educação do Estado de São Paulo lança chamamento público para facilitar a aquisição de recursos educacionais digitais pelas escolas. Entenda como como participar

clique na imagem para ampliar

A Secretaria de Educação do Estado de São Paulo vai catalogar e avaliar tecnologias educacionais de uso pedagógico ou administrativo para compor o Guia de Recursos Educacionais Digitais. A iniciativa conta com apoio técnico do CIEB e do Núcleo de Excelência em Tecnologias Sociais da UFAL (NEES/UFAL).

Trata-se de um catálogo de recursos educacionais digitais (RED) que será disponibilizado para todas as escolas da rede pública estadual com o objetivo de facilitar a aquisição de soluções digitais que possam apoiar o trabalho e as atividades de estudantes, docentes e gestores/as.

Poderão ser registradas as seguintes soluções: ferramentas de apoio à gestão pedagógica; plataformas de aprendizagem adaptativa; biblioteca virtual de livros; biblioteca virtual de questões e ferramentas de apoio à inclusão de estudantes com deficiência.

O Guia apresentará as especificações técnicas e pedagógicas de cada tecnologia avaliada, além de fornecer referenciais de acessibilidade, efetividade e de preço para auxiliar gestores/as escolares na tomada de decisão sobre a contratação dos recursos educacionais digitais mais adequados às suas realidades.

De acordo com a secretária executiva da Educação, Renilda Peres de Lima, a finalidade principal do Guia é facilitar o acesso da rede estadual a novos recursos tecnológicos digitais – “recursos que serão avaliados e qualificados pela secretaria”, ressalta.

O uso dos recursos servirão para “garantir uma boa implementação das políticas da secretaria de educação na rede como um todo”, informa Lima. Dessa forma, a Seduc SP espera que as tecnologias deem suporte e complementem ações relacionadas ao ensino híbrido, ao enfrentamento das demandas relacionadas à pandemia e à implementação da nova estrutura do Novo Ensino Médio. “A flexibilização curricular possibilitará aos estudantes fazer escolhas relacionadas ao projeto de vida e, dessa forma, o Guia contribuirá ampliando essas possibilidades”, acrescenta.

Como participar

Para propor um RED ao catálogo, as empresas devem atender aos requisitos de participação estabelecidos no edital. Para além disso, é necessária uma apresentação executiva das principais funcionalidades e objetivos de suas soluções.

O processo de seleção consiste na inscrição da tecnologia educacional por parte de uma empresa, instituição ou pessoa física diretamente na Plataforma Avaliatec, desenvolvida pelo CIEB e NEES/UFAL.

Após essa etapa, acontece uma avaliação feita por um corpo de especialistas da própria secretaria estadual de educação. Os resultados podem ser acompanhados em tempo real pelos/as gestores/as e proponentes na própria plataforma.

Para participar do primeiro ciclo de avaliação, as proponentes devem se inscrever até 30 de agosto no site https://www.guiadetecnologia.educacao.sp.gov.br/.

Publicado em: Notícias Gerais