Integrantes da Rede IEB




Pesquisadores - 8 resultados:
Ensino
Ferramenta maker
Limpar filtros

Amaury Nogueira Neto

Recife - PE
Mestrado Doutorado

Através da automação de ideias inovadoras por meio do uso de tecnologia da informação, do aprendizado baseado em problemas e da gamificação.

DANIELLE PAES-BRANCO

Rio de Janeiro - RJ
Mestrado Doutorado Pós doutorado

Torna-se obrigatório promover a reestruturação pedagógica nos ambientes educativos, pois o estímulo do potencial dos estudantes oportunizará melhor desempenho individual, diminuindo a exclusão social. Dessa forma, o educador precisa atuar de maneira eficaz, com didáticas inovadoras e necessita possuir competência que vai além do domínio dos conteúdos da disciplina, passando pelo conhecimento de propostas alternativas. Algumas alternativas vêm apresentando resultados e têm se mostrado eficazes no que diz respeito ao maior envolvimento dos alunos durante a disciplina e que resultam em maior aprendizado. Minha principal contribuição seria pensar nessas alternativas, levando em consideração meios de inovação e tecnologia.

Estela Aparecida Oliveira Vieira

Lavras - MG
Mestrado Doutorado Pós doutorado

Enquanto Docente de futuros pedagogo(a)s busco trabalhar com meus discentes e orientando(a)s o uso das tecnologias em projetos interdisciplinares e lúdicos, com foco na inclusão social, com o olhar ético e em construções compartilhadas.

Kátia Cilene da Silva

Mossoró - RN
Mestrado Doutorado

Utilizar meus conhecimentos de computação e de educação matemática para desenvolver projetos de apoio a educação básica, bem como capacitar professores da educação básica para o uso de tecnologias digitais como ferramentas de apoio ao ensino.

Marcelo de Miranda Lacerda

Montes Claros - MG
Mestrado Doutorado

Pretendo contribuir para com a mudança da cultura escolar vigente, tendo em vista os atuais sujeitos de aprendizagem, os meios com os quais interagem e suas formas de aprender. Creio que minha pesquisa de doutoramento e participação efetiva no Grupo de Pesquisa "Educação Digital" (GPe-dU/Unisinos/CNPq) reconfiguraram minha percepção e significancia enquanto professor, educador e pesquisador.

Maria Augusta Silveira Netto Nunes

Rio de Janeiro - RJ
Mestrado Doutorado Pós doutorado

Eu acredito que o uso de políticas públicas que foquem o fator 'desplugado' de certa forma popularizam e geram um equidade na forma de estratégia de ensino disponibilizado aos alunos, não importando a classe social e a receita familiar. Acredito que o uso de gibis (http://almanaquesdacomputacao.com.br/) possam auxiliar no desenvolvimento de vários aspectos no estudantes, tanto socio-emocionais (em desenvolvimento - mindfulness e empatia), como de conhecimentos específicos da grade curricular, tal como interpretação textual(Português) e lógica matemática( segundo estudos desenvolvidos em 2019, disponíveis em http://almanaquesdacomputacao.com.br/gutanunes/publications/S12V2.pdf baseados na dissertação de meu aluno (http://almanaquesdacomputacao.com.br/gutanunes/publications/Cicero.pdf)). O uso de gibis como material desplugado traz equidade, contemporaneidade, por ser disponível por qualquer meio, digital, impresso, ou desenvolvido na forma de teatro ou contos pelos professores em sala de aula, sendo considerado um material de muito baixo custo; isso representa inovação, ensinando as bases do desenvolvimento da tecnologia de informação por meio de gibis (ou seja, desenvolvemos na criança os alicerces para o desenvolvimento do pensamento computacional de forma desplugada com o uso de gibis já imersos no contexto do estudante nas disciplinas curriculares convencionais)

Mariana Peramezza Del Fiol

São Paulo - SP
Mestrado

Hoje atuamos muito com a tencologia, mas muito mais como consumidores dela. O desafio é desenvolver a competência do Letramento tecnológico para resolução criativa de problemas (outra competência). Não adianta ter só o conhecimento, mas sim como aplicar esse conhecimento para as questões do nosso dia a dia, ou questões complexas. A tecnologia como meio para encontrar as soluções que o mundo está requerendo. Na escola uma das formas é trabalhar por meio de projetos. Projetos não só desenvolvidos pelos alunos, mas pelos gestores, professores. É a aprendizagem em serviço.

Peter Rodrigo Trento

Vinhedo - SP
Mestrado

Criamos um centro de formação e mídias: Art. 1º - Fica Instituída no âmbito do Município de Vinhedo a CEFORMI - Central de Formação e Mídias da Secretaria de Educação de Vinhedo, vinculada à Secretaria de Educação de Vinhedo, organizada nos termos desta Lei. Art. 2º - É missão da CEFORMI - Central de Formação e Mídias da Secretaria de Educação de Vinhedo trabalhar para atender as demandas pedagógicas da Rede Municipal de Ensino trazendo formadores da própria rede e de instituições externas, produzindo formação em diferentes mídias (físicas e virtuais), compartilhando projetos e experiências dos professores e alunos, viabilizando projetos educacionais e auxiliando na formação e registro para a construção do currículo da rede municipal de ensino de Vinhedo. Art. 3º - São metas da CEFORMI - Central de Formação e Mídias da Secretaria de Educação de Vinhedo: Criar novos modelos de divulgação e registro dos trabalhos de nossa rede; Garantir a manutenção e atualização dos instrumentos de produção e divulgação realizadas pela CEFORMI; Oferecer para a comunidade escolar cursos de formação presenciais e EAD; Divulgar pelas mídias experiências educacionais em rede; Trazer inovações metodológicas para práticas educacionais em rede. Art. 4º- São atribuições da CEFORMI - Central de Formação e Mídias da Secretaria de Educação de Vinhedo : Oferecer cursos de formação, em horários diversos, para todos os profissionais que trabalham na Rede Municipal de Educação de Vinhedo, Contemplar a formação continuada com experiências e pesquisas dos profissionais que compõem o quadro de funcionários da Rede Municipal de Vinhedo, Contemplar a formação continuada com parcerias de Faculdades, Universidades e Instituições que possam atender as demandas indicadas para aprimorar o trabalho educativo, visando a qualidade de ensino público municipal, Organizar seminários, fóruns e outros movimentos, objetivando a democratização da formação com temas educacionais, Criar e alimentar um canal de youtube, com tutoriais que auxiliem o profissional no uso das tecnologias, temas pertinentes ao cotidiano educacional da Rede Municipal de Educação de Vinhedo, resgate de memórias da construção da Educação no município de Vinhedo, com participação de alunos, professores, pais e pessoas da comunidade escolar e, que contemplem os projetos desenvolvidos nas escolas públicas municipais. Criar e alimentar um podcast, com diálogos que contemplem a formação continuada dos profissionais da educação da Rede Municipal de Educação de Vinhedo, com a participação de alunos, professores, pais e convidados, obrigatoriamente com temas educacionais. Zelar pela documentação referente a autorização do uso da imagem, som, criações, com cunho exclusivo educacional e utilizado nas mídias da CEFORMI (anexo)

Carregando...