Integrantes da Rede IEB




Camila Pereira

São Paulo - SP
Mestrado

Eu gostaria de ajudar a implementar metodologias ativas, que incluem o uso de tecnologia, e de ajudar a incluir a tecnologia de forma significativa na sala de aula. Enxergo na tecnologia o potencial para construir uma educação que leva em consideração o desenvolvimento cognitivo, social e emocional dos estudantes, além de promover a participação cidadã em um mundo cada vez mais conectado. Neste momento, o que mais procuro são formas de levar os resultados de pesquisas e o desenvolvimento tecnológico para as práticas de sala de aula.

Charles Andryê Galvão Madeira

Natal - RN
Mestrado Doutorado Pós doutorado

A minha contribuição tem base na minha formação no contexto da área de computação, particularmente na subáreas de programação, jogos digitais e inteligência artificial, que me permitiram ganhar inspiração para a sua aplicação no contexto da educação. A experiência que obtive nos últimos anos como professor do magistério superior, por meio do ensino, pesquisa e extensão, coordenando projetos visando buscar soluções para ajudar a mudar a realidade do baixo nível de qualificação dos jovens ingressantes do Ensino Superior, criou uma grande inquietude pela constatação que a única forma seria modificando a realidade atual do Ensino Básico. Por esta razão, passei a direcionar grande parte das minhas pesquisas para o processo de formação de professores no uso das tecnologias em sala de aula. Neste sentido, coordenei a criação de um Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Inovação em Tecnologias Educacionais, a nível de mestrado Profissional, o qual atualmente sou coordenador, para formar professores do Ensino Básico no contexto das tecnologias educacionais. Concentro grande parte dos meus esforços para levar os jogos digitais, a gamificação e o pensamento computacional para as escolas. Acredito que a formação de professores é o fator principal para que possa haver uma mudança de mentalidade que permita levar a educação para um novo patamar, adaptando-se às novas demandas da sociedade e do mercado de trabalho.

Flavio Yamamoto

São Paulo - SP
Mestrado

Possuo mais de quinze anos de experiência em Ensino Superior em Cursos de Ciência da Computação (em instiotuições Privadas e Públicas) e em Pesquisa e Desenvolvimento de Ambiente Virtuais de Jogos (Aplicações de Técnicas de Inteligência Artificial em Personagens Sintéticos para formação de equipes com Jogadores Humanos em Jogos de Estratégia). Atualmente, sou responsável por projetos de PD&I na NTU, projetos PIPE-FAPESP para desenvolvimento de Plataforma de Robótica em Nuvem como Solução para Distribuição em Escala de Aplicações Robóticas - Aplicações em Educação, Saúde e Hospitalidade. Acredito que posso contribuir com a equipe do CiEB com a minha experiência (empresarial) em PD&I de Tecnologias Educacionais e atuação em educação (executando uma gama variada de Programas Pilotos: Colégio Visconde de Porto Seguro, Colégio Marista Arquidiocesano, ETECs e FATECs) avaliando as Tecnologias Educacionais e Metodologias envolvendo Práticas Transversais de Aprendizagem por Competências e Habilidades.

luci ferraz de mello

São Paulo - SP
Mestrado Doutorado Pós doutorado

Auxiliar no processo de compreensão e apropriação das TDIC pelos professores e estudantes das Redes Públicas de Ensino do Brasil

Marcia Martins de Oliveira

Rio de Janeiro - RJ
Mestrado Doutorado

Por meio da formação continuada de professores da Educação Básica, implementada no Programa de Residência Docente do Colégio Pedro II.

Mariana Peramezza Del Fiol

São Paulo - SP
Mestrado

Hoje atuamos muito com a tencologia, mas muito mais como consumidores dela. O desafio é desenvolver a competência do Letramento tecnológico para resolução criativa de problemas (outra competência). Não adianta ter só o conhecimento, mas sim como aplicar esse conhecimento para as questões do nosso dia a dia, ou questões complexas. A tecnologia como meio para encontrar as soluções que o mundo está requerendo. Na escola uma das formas é trabalhar por meio de projetos. Projetos não só desenvolvidos pelos alunos, mas pelos gestores, professores. É a aprendizagem em serviço.

Tatiana Sansone Soster

São Paulo - SP
Mestrado Doutorado

Entendo que quando já existe um sistema educacional público vigente o primeiro passo é compreende-lo para posteriormente pensar nas ações. Portanto, todo esse processo contínuo (diagnóstico, proposta de projetos/ações, implantação, acompanhamento/controle, avaliação - PDCA - plan, do, check, act) deve ser realizado considerando os valores de equidade, qualidade e contemporaneidade (premissas) a partir de práticas inovadoras, principalmente na gestão das pessoas e projetos, com o apoio das tecnologias.

Carregando...