Integrantes da Rede IEB




Adriana Aparecida de Lima Terçariol

São Paulo - SP
Mestrado Doutorado Pós doutorado

Espero colaborar com a Educação Pública com o compartilhamento e construção de subsídios teóricos e metodológicos, visando à viabilização de novas ações diferenciadas na escola articuladas às Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC). Ações essas que venham potencializar ambientes de aprendizagem mais ativos e criativos, favoráveis ao desenvolvimento de competências diversas, conforme nos propõe as diretrizes curriculares nacionais para a educação básica, dentre elas, a atual BNCC que destaca a necessidade de inserção da escola e seus atores na Cultura Digital, contribuindo assim para a ressignificação do processo de ensino e de aprendizagem nas diferentes áreas do conhecimento. Almejo ainda contribuir para a promoção de situações educativas no contexto escolar que possam estimular o aluno a assumir o seu papel enquanto protagonista na construção de seu conhecimento, bem como no aprimoramento de seus saberes. Nessa perspectiva pretendo instigar estudos junto ao meu grupo de pesquisa, considerando a necessidade do desenvolvimento de soluções para problemas cotidianos da escola, usando diferentes ferramentas, inclusive digitais. Esses estudos adotarão como premissa, como citado no artigo 22 da Lei 9394 de 20 de dezembro de 1996 que estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBEN), a “educação básica tem por finalidades desenvolver o educando, assegurar-lhe a formação comum indispensável para o exercício da cidadania e fornecer-lhe meios para progredir no trabalho e em estudos posteriores” (BRASIL, 1996). Entendo que a base para o desenvolvimento científico se pauta, fundamentalmente, nos saberes apreendidos durante a educação básica. No entanto, para que isso de fato aconteça são necessários educadores comprometidos com a educação, com o processo educacional, e que busquem aprimorar sua formação com novos saberes, para mediar com segurança os saberes envolvidos nas práticas educativas, e despertar o interesse dos alunos pelas ciências, enriquecendo o processo de ensino e de aprendizagem. Por essa razão, minhas contribuições irão também no sentido de compreender e buscar soluções para a formação inicial e continuada de professores, de modo que o corpo docente possa compreender as emergências de uma Educação Digital. Nesse cenário, tem-se a tecnologia, com suas crescentes aplicações na sociedade contemporânea, mas que precisa de compreensão para ser articulada com o desenvolvimento do conhecimento científico e as inovações, em prol do benefício da humanidade, das suas necessidades de saúde, meio ambiente e sobrevivência. O desenvolvimento tecnológico precisa ser compreendido como conhecimento que deve ser construído para atender as necessidades da sociedade. Deve fazer com que o aluno seja capaz de utilizar-se das diferentes ferramentas, inclusive digitais, para desenvolver soluções e ações para melhorar a qualidade de vida da sociedade. Para inovar é preciso conhecer. O conhecimento científico articulado às tecnologias impulsiona à inovação e é essencial para alcançar os contextos propostos pelas Nações Unidas, de acordo com o documento “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – Agenda 2030” . Considerando o exposto acima, compreendo que é fundamental, tanto para as escolas públicas, como para a universidade, a busca de parceria a ser estabelecida, por meio do desenvolvimento de projetos de pesquisas. Entendo que, os saberes científicos produzidos em conjunto contribuem para a formação continuada e em serviço dos professores, assim como dos pesquisadores atuantes nas escolas. Com esses encaminhamentos, acredito que enquanto pesquisadora possa colaborar com a configuração de novas diretrizes, políticas públicas e processo formativos de educadores na perspectiva aqui abordada. Desse modo, essas descobertas investigativas poderão gerar resultados significativos e inovadores a serem apropriados por toda a sociedade brasileira.

Aparecida Maria Zem Lopes

Jaú - SP
Mestrado Doutorado

Meu projeto de pesquisa atual na Fatec Jahu tem como tema "Educação e as tecnologias da indústria 4.0" e o objetivo principal é desenvolver um modelo para apropriação das tecnologias da Indústria 4.0 pelas escolas do ensino médio de Jaú/SP, a partir das TIC existentes, que contribua com a melhoria do processo de ensino e aprendizagem.

Daiani Damm Tonetto Riedner

Campo Grande - MS
Mestrado Doutorado

através do desenvolvimento de pesquisas e oferta de formação continuada para professores e gestores integrarem o uso de tecnologias em contextos de aprendizagem ativa.

Jáima Pinheiro de Oliveira

Marília - SP
Mestrado Doutorado Pós doutorado

Almejo contribuir para a promoção da equidade, qualidade e contemporaneidade da educação pública, fundamentalmente, fornecendo suporte e assessoria educacionais para professores e gestores que sejam capazes de emponderá-los durante o planejamento de aulas e de atividades escolares com perspectiva inclusiva. Esses suporte e assessoria educacionais têm sido fornecidos por meio de formação (inicial e permanente) e por meio da elaboração ou prospecção de recursos pedagógicos adaptados (ou não). Estes recursos, em sua grande maioria, estão voltados ao processo inicial de escolarização de alunos com deficiência e têm como foco as questões de linguagem e comunicação.

Julia Zanetti Rocca

Rondonópolis - MT
Mestrado Doutorado Pós doutorado

Pretendo atuar no desenvolvimento e validação de tecnologias educacionais por meio de protocolos de pesquisa que evidenciem sua efetividade e eficácia.

Laércio Elias Pereira

Maceió - AL
Mestrado Doutorado

Ampliando as parcerias do Centro Esportivo Virtual (cev.org.br)

Maria Augusta Silveira Netto Nunes

Rio de Janeiro - RJ
Mestrado Doutorado Pós doutorado

Eu acredito que o uso de políticas públicas que foquem o fator 'desplugado' de certa forma popularizam e geram um equidade na forma de estratégia de ensino disponibilizado aos alunos, não importando a classe social e a receita familiar. Acredito que o uso de gibis (http://almanaquesdacomputacao.com.br/) possam auxiliar no desenvolvimento de vários aspectos no estudantes, tanto socio-emocionais (em desenvolvimento - mindfulness e empatia), como de conhecimentos específicos da grade curricular, tal como interpretação textual(Português) e lógica matemática( segundo estudos desenvolvidos em 2019, disponíveis em http://almanaquesdacomputacao.com.br/gutanunes/publications/S12V2.pdf baseados na dissertação de meu aluno (http://almanaquesdacomputacao.com.br/gutanunes/publications/Cicero.pdf)). O uso de gibis como material desplugado traz equidade, contemporaneidade, por ser disponível por qualquer meio, digital, impresso, ou desenvolvido na forma de teatro ou contos pelos professores em sala de aula, sendo considerado um material de muito baixo custo; isso representa inovação, ensinando as bases do desenvolvimento da tecnologia de informação por meio de gibis (ou seja, desenvolvemos na criança os alicerces para o desenvolvimento do pensamento computacional de forma desplugada com o uso de gibis já imersos no contexto do estudante nas disciplinas curriculares convencionais)

Thiago Simon Marques

Votorantim - SP
Mestrado Doutorado Pós doutorado

Minha contribuição se concentra em atividades de pesquisa e ensino que favoreçam um ambiente de praticas inovadoras e pedagogias ativas mediadas por tecnologia nos ambientes escolares. Espero que minha experiência possa acrescentar nas discussões da rede potencializando as parcerias e fortalecendo as ações conjuntas.

Carregando...